Investimento no mercado de destilados na África


Cheers! A SABMiller, uma das maiores cervejarias do mundo, resolveu investir em destilados na África. De acordo com Mark Bowman, diretor-gerente da empresa no continente, a oportunidade é vista como um legitimador, uma vez que mais de 80% do mercado é considerado ilegal.

Bowman revelou que apesar do debate interno, a venda das bebidas na Tanzânia foi um fator de peso para convencer os executivos. Houve um avanço de cerca de 20% no país. Ele ainda considera que desenvolver este mercado pode ser um acelerador para as cervejas. Vale lembrar que a empresa anglo-Sul Africana possui mais de 200 marcas, como Castle Lite e a colombiana Bavaria.

Os produtos comercializados serão uísque escocês, licores cremosos e vodca, em diversos países africanos. Os investimentos serão de cerca de US$ 20 milhões por ano, o que é considerado um valor baixo se comparado aos US$ 600 milhões destinados às cervejas no mesmo continente, região onde há um crescimento próspero da empresa.

Sobre a SABMiller:

A companhia, Anglo-Sul Africana, possui sede em Londres e seu “lar espiritual” encontra-se na África do Sul, porém os negócios se espalham ao longo do continente, em países como Nigéria e Gana.

De acordo com o site oficial, a empresa “entende que sua rentabilidade depende de comunidades saudáveis​​, crescimento econômico e uso responsável dos recursos naturais escassos”. A marca acredita que a presença de suas cervejarias em diversos países africanos irá gerar benefícios a longo prazo para ambos, através de investimento em novas instalações. Além disso, ela tem como meta reduzir a emissão dos gases estufa em 50% até 2020.

Saiba mais sobre ações sustentáveis da companhia aqui (em inglês).




Comente

Comentar usando

ou escolha um nome