Resumo da Semana de Alta-Costura


A Haute-Couture parisiense, que terminou no último dia 29, apresentou as tendências para as estações primavera/verão 2015. As coleções apresentadas são exclusivas, feitas à mão, com matérias-primas nobres. Logo, diferentemente do prêt-à-porter, nada do que foi apresentado aparecerá nas vitrines das grandes grifes.

Veja os destaques do evento francês:

Versace

A marca italiana, de Donatella, abriu o evento.

A brasileira Carol Trentini marcou presença na passarela, que teve como destaque peças com recortes e pele à mostra. Vestidos curtos e com transparência também foram um dos hits, junto com a pegada anos 80, especialmente nas botas da coleção.

Cores: branco, preto e vermelho

versace

Dior

A maison francesa apostou na volta ao tempo e conseguiu inovar. Com looks dos anos 60 e 70, as modelos apresentaram macacões com listras metalizadas, além de modelos coloridões e justos. As capas também apareceram, com uma pegada mais rock, feitas a partir de materiais como plástico, borracha e guipure. Outro destaque foram os vestidos anos 50, bem rodados, que têm como destaque a silhueta ampulheta.

Cores: a aposta vai para a cor laranja, além de muitas estampas coloridas

dior

Chanel

A francesa se inspirou em jardinagem e abusou das flores em seu desfile. Misturando diversas décadas nas peças, a marca apresentou tailleurs, agora com minissaias, reinterpretando o clássico de tweed. Karl Lagerfeld, diretor criativo, ainda desenvolveu os famosos vestidos que enganam o olhar, destaque do verão 2014. Desta vez, a barriga fica de fora, com tops ou jaquetas cropped, além de saias midi de cintura baixa.

Cores: tons de rosa e toques de azul, laranja e verde

 chanel

Armani Privé

Simbolizando aparência delicada e força, a grife escolheu o bambu como tema principal, destacando-se nos bordados e estampas em tecidos leves. Homenageando o Japão, as modelos utilizaram amarrações à faixa de quimono, além de dobraduras e modelagens tipo envelope. O que chamou a atenção, também, foram os acessórios, como maxibrincos e maxipulseiras.

Cores: tons de azul e verde

armani

Valentino

A marca mais romântica da Semana de Alta-Costura resolveu adotar como tema o amor. A inspiração veio, sobretudo, a partir da obra de Marc Chagall, pintor russo. O que pôde ser visto na passarela foram vestidos longos e trabalhados, com destaque para os bordados e transparências, além do diálogo com a tendência medieval, presente no prêt-à-porter da grife.

Cores: bege e marrom

valentino

Zuhair Murad

Utilizando a água como inspiração, o estilista libanês, queridinho das estrelas, apostou em modelagens próprias para o tapete vermelho. As modelos desfilaram peças cheias de bordados, brilhos e decotes profundos. Destaque para os delicados bordados de pérolas, na região do pescoço.

Cores: branco, rosa, azul e amarelo claros

zuhair

Imagens retiradas dos sites Chanel.com, Dior.com, lilianpacce.com.br e ffw.com.br




Comente

Comentar usando

ou escolha um nome